Letieres Leite e convidados no Sesc Vila Mariana

 

Nos dias 8 e 9 de fevereiro, o  projeto Goma-Laca recebeu no SESC Vila Mariana, o maestro Letieres Leite, da Orkestra Rumpilezz, e os cantores Juçara MarçalRusso PassapussoKarina Buhr e Lucas Santana para reinventar músicas gravadas entre os anos 1920 e 1950, acompanhados pelo percussionista Gabi Guedes (Orkestra Rumpilezz), Serginho Machado (Metá Metá), Marcos Paiva (sexteto MP6) e o pianista jazzístico Hercules Gomes.

No programa, foram apresentadas releituras e versões de alguns dos primeiros registros de música afrobrasileira (de cânticos do candomblé a emboladas, jongos e maracatus) a partir de discos de artistas como Elsie Houston, Almirante, Vanja Orico, Stefana de Macedo, Bidú Sayão, Josué de Barros, Jararaca e Ratinho, Mano Elói e Getúlio Amor Marinho e o grupo Filhos de Nagô. Durante os preparativos para o show, o projeto lançou um levantamento inédito das mais antigas gravações afrobrasileiras. A pesquisa inclui os primeiros discos brasileiros gravados sob a classificação de “macumba” e “candomblé” e um panorama da música brasileira em seu período de cristalização e apresentada raridades como o Batuque, dança do Quilombo dos Palmares gravada em 1929 pela cantora e pesquisadora Stefana de Macedo, e Babaô Miloquê, lançado por Josué de Barros em 1930, reconhecido como o primeiro “batuque africano” gravado em disco no Brasil.

 

Fotos de Bárbara Almeida

Repertório do show em discos de 78 rpmRepertório do show em discos de 78 rpm

Fotos de Rebeca Grinspum, Marcos Paiva e Alexandre Eça

 

Video de Hércules Gomes

 

Lançado em 2009 por Biancamaria Binazzi e Ronaldo Evangelista, o projeto Goma-Laca é um centro deninvestigações dedicado à música brasileira registrada em discos de 78 rotaçõe na primeira metade do século XX. Além de programas de rádio, pesquisas, playlists e artigos, o Goma-Laca promove o intercâmbio entre acervos e enfoques, épocas e gerações, provocando recriações das obras apartir do olhar de alguns dos mais criativos artistas contemporâneos.

Em 2011, o primeiro espetáculo musical do Goma-Laca recebeu, no Centro Cultural São Paulo, Sambanzo, Emicida, Juçara Marçal, Luisa Maita, Marcelo Pretto, Rodrigo Brandão e Bruno Morais, interpretando preciosidades do acervo de discos em 78 rotações da Discoteca Oneyda Alvarenga, idealizada por Mário de Andrade, em 1935.

FICHA TÉCNICA

CONCEPÇÃO E PESQUISA: BIANCAMARIA BINAZZI E RONALDO EVANGELISTA

PRODUÇÃO EXECUTIVA: AGOGÔ CULTURAL/ TATIANA DASCAL E EMILIE BLOCH

DIREÇÃO ARTÍSTICA: RONALDO EVANGELISTA

DIREÇÃO MUSICAL E ARRANJOS: LETIERES LEITE

MÚSICOS: GABI GUEDES (PERCUSSÃO), HÉRCULES GOMES (PIANO E FENDER RHODES), LETIERES LEITE (SOPROS), MARCOS PAIVA (CONTRABAIXO) E SERGINHO MACHADO (BATERIA).

VOZES: KARINA BUHR, JUÇARA MARÇAL, LUCAS SANTTANA E RUSSO PASSAPUSSO

 

Contato

GOMA-LACA – Biancamaria Binazzi| biancamaria@goma-laca.com
AGOGÔ CULTURAL -Tatiana Dascal | tatiana@agogocultural.com.br
Emilie Bloch |  emilie@agogocultural.com.br

Mais informações:

http://www.sescsp.org.br/programacao/22183_GOMALACA/

http://www.goma-laca.com/as-mais-antigas-gravacoes-de-temas-afrobrasileiros/